topo
Correios não garantem mais prazo de entrega de encomendas por conta da greve dos caminhoneiros
29/05/2018 13:53 em Brasil

Recentemente, nós mostramos que os Correios emitiram um comunicado no qual a empresa afirma que foi obrigada a suspender a postagem de encomendas pelo Sedex por conta da greve dos caminhoneiros. Como sabemos, a paralisação da categoria tem mudado a rotina de muitas empresas e cidades brasileiras.

Agora, os Correios confirmaram nesta segunda-feira (28/05) que a empresa não consegue mais garantir os prazos de entrega de objetos postais. De acordo com a estatal, isso se aplica a todas essas modalidades de encomendas:

 

Sedex, PAC, malote, carta, FAC, impresso, mala direta, Correios Entrega Direta, Remessas Econômica/Expressa, Telegrama Nacional e Carta Nacional Via Internet.

Correios já não garantem mais cumprimento de prazo de entrega para diversas modalidades.

A estatal já havia se pronunciado na última semana afirmando que 38% das encomendas não haviam sido entregues, enquanto 36% das correspondências previstas ficaram sem chegar ao seu destino.

Os Correios creditam todos os atrasos e problemas a paralisação dos caminhoneiros que impossibilita que os veículos da empresa circulem normalmente pelas rodovias do país.

Por enquanto, alguns profissionais ainda seguem mobilizados em pontos nas estradas de alguns estados. Por conta disso, não sabemos quando todas as entregas dos Correios voltarão a normalidade.

 
COMENTÁRIOS