topo
Greve dos caminhoneiros afeta pelo menos 17 Estados em terceiro dia de protestos
23/05/2018 19:57 em Brasil

Caminhoneiros continuam protestando nesta quarta-feira (23) em diversas rodovias do Brasil, três dias depois de decidirem iniciar mobilização nacional em protesto contra a alta nos preços dos combustíveis. Há registros de manifestações em vias importantes de pelo menos 17 Estados e no Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque.

No Rio Grande do Sul, a manhã de manifestações foi marcada por incidentes em alguns trechos de rodovias federais. Próximo ao trevo de acesso a Araricá, no Vale do Sinos, um grupo apedrejou veículos que furavam o bloqueio montado nos dois sentidos da rodovia desde a madrugada. Na BR-472, em Itaqui, na Fronteira Oeste, um caminhão foi atingido por três tiros.

Os caminhoneiros protestam contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho. Entretanto, a estatal anunciou nesta quarta que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. 

Confira a situação das estradas pelo país:

Alagoas

De acordo com o portal G1, caminhoneiros ocupam meia pista na BR-101, em Messias, gerando congestionamento de cerca de 10 quilômetros.

Bahia

Há interrupções no tráfego registradas na BR-324, BR-11, BR-101, BR-407, BR-242, BR-020, BR-330, BA-526 e BA-535.

Ceará

Manifestantes bloquearam um trecho da rodovia BR-116 nesta manhã, na altura do quilômetro 18, no município do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com o portal G1, os caminhoneiros impediram o fluxo de outros veículos de grande porte, como caminhões e carretas. 

Distrito Federal

Caminhoneiros realizaram protestos em diversas rodovias durante a manhã  desta quarta-feira (23), e há informações de que a greve afetou o abastecimento de postos no Distrito Federal.

Espírito Santo

Há bloqueio apenas para caminhões em pontos da BR-101, BR-262 e BR-259.

Goiás

Há concentração de caminhoneiros em mais de 22 trechos de rodovias federais em Goiás. Os manifestantes afirmam que só vão liberar os pontos após negociação para redução do valor do produto, além da aprovação de uma lei que cria um valor mínimo para o frete para categoria.

Minas Gerais

A Rodovia Fernão Dias, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, registra pontos de concentração de caminhões nos dois sentidos, porém o trânsito não é afetado, segundo o portal G1. 

Maranhão

Há manifestações em oito pontos de rodovias que cortam o Estado, porém sem interdição para veículos leves. As manifestações acontecem no Km 246 da BR-010, em Imperatriz, no Km 299,5 da BR-010 no trecho seco da cidade de Cidelândia e também no Km 131 da BR-010 na cidade de Estreito. Além da BR-010, os caminhoneiros ainda realizam protesto no Km 406 da BR-230 em Balsas, no Km 216 da BR-230 em São Domingos do Azeitão, no Km 544 da BR-316 em Caxias e no Km 5 da BR-135 em São Luís.

Mato Grosso

Manifestantes se concentram em oito pontos de rodovias federais que cortam o Mato Grosso. De acordo com o portal G1, eles colocaram cartazes, pneus e galhos sobre a pista.

Mato Grosso do Sul

Há pontos de concentração de caminhoneiros em 17 trechos.

Paraíba

Nesta manhã a interdição dos caminhoneiros atingiu a cidade de João Pessoa, na BR-101. Segundo o portal G1, no trecho próximo das Três Lagoas, na altura do bairro de Oitizeiro, os dois sentidos das vias estão bloqueados com caminhões. 

Paraná

Na manhã de quarta-feira (23) havia 36 protestos nas estradas federais que passam pelo estado. Não há interdições totais nas rodovias federais, conforme a PRF. 

Pernambuco

Segundo o G1, o Grande Recife Consórcio de Transporte anunciou uma redução de 8% no número de viagens realizadas pelos 3 mil ônibus que circulam na capital e na Região Metropolitana em dias úteis como uma medida emergencial para evitar o desabastecimento de óleo diesel nas empresas que gerenciam o transporte público.

Piauí

Grupo de caminhoneiros se reuniu nesta manhã na na BR0-316, no bairro Saci, na Zona Sul de Teresina. 

Rio de Janeiro

A greve dos caminhoneiros provoca falta de combustíveis em várias cidades do Estado do Rio de Janeiro. Na manhã de quarta-feira (23), caminhoneiros chegaram a bloquear quatro faixas da Avenida Brasil,  interrompendo totalmente o trânsito.

Na Região dos Lagos também há paralisações, assim como nas rodovias do Sul do Rio de Janeiro. As rodovias do Norte Fluminense também foram atingidas pela greve dos caminhoneiros. Há protestos nesta manhã na BR-101, em em Campos dos Goytacazes. 

Rio Grande do Norte

Em mais um dia de protestos contra os constantes aumentos no preço do óleo diesel, caminhoneiros bloquearam um trecho da BR-304 na cidade de Mossoró, na região Oeste potiguar. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, pneus foram colocados sobre a pista na altura do km 33 da rodovia por volta das 8h30min. Apenas uma faixa, em cada sentido, está livre para o trânsito.

Santa Catarina

Há mobilização em 42 trechos do Estado — sendo 27 em rodovias federais e 15 em estradas estaduais. O número chegou a ser maior na noite de terça, mas seis locais com protesto foram desmobilizados durante a noite. Não há bloqueio a veículos de passeio no momento.

São Paulo

Além de manifestações registradas na capital, caminhoneiros se concentraram em cidades do interior e do litoral de São Paulo.

Sergipe

Um trecho da BR-101 no Povoado Pedra Branca, no município de Laranjeiras, está interditado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) só está sendo permitida a passagem de veículos de passeio, ambulâncias e veículos com cargas vivas e perecíveis.

Tocantins

Ao menos oito trechos de rodovias federais estão bloqueados, impedindo a passagem principalmente de caminhões. Em Palmas, os supermercados já começam a sentir os reflexos do movimento. Postos de combustíveis também enfrentam falta de produtos, segundo o sindicato da categoria.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!